RESLAC manifesta o seu apoio ao tombamento da Casa da Morte em Petrópolis, Rio de Janeiro

01/11/2018

 

Manifesto lançado pela Rede Latino Americana e Caribenha de Sítios de Memória (RESLAC) no dia 22 de outubro, reforça o pedido de se implantar um local de memória na antiga Casa da Morte de Petrópolis (RJ).

 

Durante a XI Reunião da RESLAC na cidade de San Carlos de Antioquia, na Colômbia, os membros da rede assinaram o documento que reforça o pedido para o tombamento da antiga Casa da Morte. A ação deve ser reconhecida e realizada pelo Conselho Municipal de Petrópolis

.

A Casa da Morte funcionava como um centro clandestino de tortura, execuções e desaparecimentos de inimigos políticos do regime militar. No local passaram personalidades como Inês Etienne Romeu, David Capistrano Costa, Heleny Ferreira Telles Guariba, Rubens Beirodt Paiva, entre outras vítimas da repressão militar que vigorou no Brasil. A investigação do funcionamento do local foi realizado, especialmente, pela Comissão Nacional da Verdade que apurou as violações aos direitos humanos ocorridos na Casa da Morte.



Leia em português o manifesto lançado pela Rede:

 

Proteção e Tombamento do Sitio onde funcionou a ‘Casa da Morte’ na cidade de Petrópolis (Rio de Janeiro)

 

A Rede de Sítios de Memória Latino Americanos e Caribenhos (RESLAC), manifesta seu apoio ao pedido das organizações brasileiras, entre as que se encontram os membros da RESLAC no Brasil, que pediram que fosse decretado, com urgência, medidas de preservação e tombamento para o sítio de memória popularmente conhecido como “Casa da Morte”. O pedido foi feito já há alguns meses para o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Cultural e Artístico da cidade de Petropólis  no Estado do Rio de Janeiro sendo o assunto alvo de discussões também na Camara de Vereadores daquela cidade.

 

É de conhecimento público, e recomendado pelas investigações da Comissão Nacional da Verdade, que o imóvel localizado na Rua Arthur Barbosa, 50 (antigo número 668-A), no bairro de Caxambu dessa cidade e objeto deste processo, foi, durante a ditadura militar, um centro clandestino de tortura, execução e desaparecimento forçado de presos políticos. Se trata de um local em que ocorreram graves violações aos Direitos Humanos, ao ponto de ser conhecido pela trágica denominação de “Casa da Morte”.

 

Cumprindo com os fundamentos e princípios reitores da Justiça Transicional, é imperativa a necessidade de esclarecer os crimes cometidos no passado, combatendo a impunidade e dando passos concretos para que tais ações não voltem a se repetir. Nesse sentido, os membros da RESLAC, reunidos recentemente na cidade de San Carlos de Antioquia, na Colômbia, consideraram o caso como de suma importância para o Brasil e para região. É fundamental construir no continente uma região de democracia plena, em que a Não Repetição seja a máxima para as novas gerações. Por isso, a RESLAC pede ao Conselho Municipal e à própria Prefeitura da cidade de Petrópolis que este lugar seja reconhecido e que se adotem medidas efetivas para que o  tombamento seja decidido e que a casa se converta, em um futuro próximo, em um centro de memória e cultura para os Direitos Humanos.

 

O Poder Público tem o dever de garantir a construção, proteção e difusão da memória sobre as graves violações ocorridas no passado, contribuindo para a consolidação de um Estado Democrático pleno.

 

Pelo que foi anteriormente exposto, fazemos um apelo às autoridades, assim como ao próprio prefeito Sr. Bernardo Chim Rossi, para que o processo de proteção patrimonial do sítio seja concluído o mais rápido possível garantindo, dessa forma,  o direito a Verdade à sociedade brasileira.

 

Atenciosamente,

 

Membros da Rede de Sítios de Memória Latino Americanos e Caribenhos - RESLAC da Coalisão Internacional de Sítios de Consciência


Arquivo Provincial da Memória – Argentina
Centro Cultural pela Memória de Trelew – Argentina
Comissão de Homenagem as Vítimas dos CCD Vesubio e Protobanco – Argentina
Museu da Memória de Rosário – Argentina
Parque da Memória – Argentina
Memoria Aberta – Argentina
Casa do Povo – Brasil
Museu da Imigração– Brasil
Memorial da Resistência – Pinacoteca do Estado de São Paulo  – Brasil
Núcleo de Preservação da Memória Política – Brasil
Memorial Paine: Um lugar para a memória – Chile
Museu da Memória e dos Direitos Humanos – Chile
Estadio Nacional – Chile
Comitê de Direitos Humanos Nido Veinte – Chile
Casa Memória José Domingo Cañas – Fundação 1367 – Chile
Corporação Parque pela Paz Villa Grimaldi – Chile
Associação pela Memória e os Direitos Humanos Colônia Dignidade– Chile
Fundação de Ajuda Social das Igrejas Cristianas ‐F.A.S.I.C‐ Chile
Centro de Memória, Paz e Reconciliação – Colômbia
Centro Nacional de Memória Histórica – Colômbia
Museu Casa Memória de Medellín – Colômbia
Rede Colombiana de Lugares de Memória (24 de origem nas comunidades* e 3 estatales)
Museu da Palavra e da Imagem – El Salvador
Instituto Internacional de Aprendizagem para a Reconciliação Social ‐IIARS‐ Guatemala
Memorial para a Concórdia – Guatemala
Centro para a Ação Legal em Direitos Humanos ‐CALDH‐ Guatemala
Dévoir da Memória ‐ Haití
Centro de Direitos Humanos Fray Bartolomé das Casas – México
Sociedade Civil As Abejas – México
Centro de Investigações Históricas dos Movimentos Sociais – México
Museu das Memórias: Ditaduras e Direitos Humanos – Paraguay
Direção de Verdade, Justiça y Reparação – Defensoria do Povo – Paraguai Associação Paz e Esperança – Peru

Movimento Cuidando Para Que Não Se Repita – Peru
Associação Caminhos da Memória – Peru
Memorial da Resistência Dominicana – R. Dominicana
Centro Cultural Museu da Memória – MUME – Uruguay
Fundação Zelmar Michelini – Uruguay

 

Confira aqui o texto original: https://bit.ly/2OIGsSW


Veja outros textos

Veja mais

RESLAC lança nota sobre a visita da Comissão Interamericana de Direitos Humanos


Sábado Resistente lança o novo livro da jornalista Jan Rocha: Solidariedade não tem Fronteiras


Maurice Politi é entrevistado pelo Canal Plus


RESLAC manifesta o seu apoio ao tombamento da Casa da Morte em Petrópolis, Rio de Janeiro


Pela primeira vez, Ministério Público Federal (MPF) denuncia membros da Justiça e do Ministério Público Militar por crime contra os direitos humanos cometidos durante a ditadura militar


Ato Herzog Vive


Roda de Conversa na EMEF Casa Blanca


SANTO DIAS, PRESENTE!


RESLAC saúda a anulação de perdão a Alberto Fujimori


Sábado Resistente comemora os 94 anos de Raphael Martinelli


Núcleo Memória participa do encontro internacional promovido pela RESLAC


Alunos da Escola Paulista de Sociologia visitam o futuro Memorial da Luta por Justiça


Pesquisadoras finalizam mais uma fase do projeto História Oral


Em dia de protestos em São Paulo, Núcleo Memória debate os 30 anos da Constituinte


Seminário na Universidade Presbiteriana Mackenzie conta com a participação do Núcleo Memória


4 anos do Massacre de Ayotzinapa


Roda de conversa no Colégio Santa Cruz


Memorial da Resistência debate os 30 anos da Assembleia Constituinte e os seus efeitos nos dias de hoje


Caso Vladimir Herzog: as implicações da condenação do Estado brasileiro na Corte Interamericana


Ativistas pelos Direitos Humanos do Rio de Janeiro lançam documento exigindo compromissos públicos dos candidatos à eleições de Outubro


Sábado Resistente debate sobre a abertura dos arquivos no Brasil e Paraguai e sua contribuição para o cumprimento das recomendações das Comissões da Verdade


47 anos da execução do Comandante Lamarca no Sertão da Bahia


Nota de empenho pelo cumprimento das resoluções da Comissão Nacional da Verdade


45 anos do golpe militar chileno


Incêndio no Museu Nacional: perda enorme para a história brasileira


Revolucionário e Gay: a vida extraordinária de Hebert Daniel.


Retomada das pesquisas nos arquivos da Justiça Militar


“Revolucionário e Gay”, novo livro de James Green é lançado em São Paulo


‘‘Acho fundamental que tenhamos referências históricas de pessoas que resistem aos golpes’’, diz James N. Green


Jornada do Patrimônio


Gegê Lemos visita o Núcleo Memória


Sábado Resistente: Movimento Custo de Vida


Visita escolar no futuro Memorial da Luta por Justiça


Memorial da Luta pela Justiça


Sábado Resistente: 50 anos de tropicalismo


26 de julho é dia de Combate a Tortura


Encerramento do curso Lugares de Memória


Exposição fotográfica: Ocupação Dom Paulo Evaristo Arns


Sexta aula do curso Lugares de Memória, ditaduras e direitos humanos no Brasil


Lançamento brasileiro do livro “A experiência Tupamara`


Lançamento de livro sobre movimento dos Tupamaros no Sábado Resistente


Terceiro encontro do curso `Lugares de Memória, ditaduras e direitos humanos no Brasil`


Segunda aula do curso `Lugares de Memória, ditaduras e direitos humanos no Brasil`


Alunos da UNIFESP Visitam Memorial da Luta Pela Justiça


Primeira aula do curso `Lugares de Memória, ditaduras e direitos humanos no Brasil`


Alunos da UNIFESP visitam Memorial da Luta


Primeira aula publica no patio do antigo DOI-CODI


Sábado Resistente é palco da memória viva da luta operária contra ditadura


50 anos depois, “1968 operário” é lembrado em Sábado Resistente


Memorial da Luta sedia lançamento de livro sobre Paulo Fonteles


Papel de religião na resistência é lembrado em homenagem a Martin Luther King


Pesquisas para MLPJ são retomadas com entrevista com Marcia Bassetto


Nos 50 anos da morte de Martin Luther King, resistência negra é debatida em SR


Núcleo Memória participa do Global Reparations Summit, na Sérvia


Mais de 500 pessoas se reúnem para reivindicar a transformação do DOI-Codi em lugar de memória


Mulheres discutem as diferentes lutas feministas em Sábado Resistente


RESLAC manifesta sua preocupação com o assassinato da defensora dos DH do Rio e a crescente violência nessa cidade


5º Ato Unificado Ditadura Nunca Mais acontece no antigo DOI-Codi


Militantes se reúnem para debater resistência feminina intergeracional em SR


Amigos e companheiros de luta compartilham memórias de Honestino Guimarães em SR


Núcleo Memória participa de reunião sobre tombamento da Casa da Morte


Ato Ditadura Nunca Mais realiza arrecadação online Atividades


Ato Ditadura Nunca Mais realiza arrecadação online Núcleo


Primeiro Sábado Resistente do ano lança livro sobre Honestino Guimarães


Nota de apoio ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP)


Secretaria de Direitos Humanos lança livro sobre lugares de memória de São Paulo em Sábado Resistente


Sábado Resistente reúne especialistas para debater retrocessos nos direitos humanos


Militantes de ontem e hoje se reúnem para homenagear Marighella


Núcleo Memória participa de conferência internacional em Lisboa


Sábado Resistente homenageia Fidel Castro no marco de um ano de sua morte


Vozes da Defesa tem duração estendida até 10 de novembro


Instituições se reúnem para I Seminário do Centro de Memória Sul Fluminense


RESLAC divulga informe a CIDH, com contribuição do Núcleo Memória


Sábado Resistente reúne artistas e militantes em debate sobre arte e memória


Para homenagear Guevara, Sábado Resistente fala sobre revolução nos dias de hoje


Núcleo Memória participa de reunião da CIDH


Memorial da Resistência debate Arte e Memória para marcar abertura da exposição “Hiatus”


Ivan Seixas concede entrevista ao NM sobre a fundação da instituição


Núcleo Memória realiza palestra em seminário de direitos humanos no Chile


`Ruas da Vergonha` ganha prêmio de publicidade mais importante da América Latina


Nos 50 anos da morte de Che Guevara, Sábado Resistente presta homenagem ao revolucionário


Núcleo Memória realiza primeiras entrevistas para construção de memória institucional


Colônia japonesa emociona com histórias de luta por justiça para seus desaparecidos


Com participação do Núcleo Memória, RESLAC elabora plano estratégico


Sábado Resistente lança livros com temática da ditadura civil-militar


Memorial da Resistência promove tarde de lançamento de livros


Levante Popular lota Sábado Resistente em lançamento de livro sobre escrachos realizados pelo grupo


Memorial da Luta pela Justiça abriga exposição “Vozes da Defesa”


Núcleo Memória participa da Jornada do Patrimônio 2017


Comunicado sobre aprobación unánime en el Bundestag y el rol del Estado chileno


Núcleo Memória, OAB/SP e STM inauguram exposição Vozes da Defesa


Perseguição à colônia japonesa nas ditaduras argentina e brasileira em debate no Memorial da Resistência


Sábado Resistente lança livro sobre escrachos aos torturadores da ditadura


Núcleo Memória entrega assinaturas da campanha Ruas da Vergonha à Prefeitura


Núcleo de Pesquisa recebe Leila Tavares que compartilha sua busca pelos arquivos da Justiça Militar


Sábado Resistente debate a Justiça no Brasil em lançamento de livro do MPF


Pesquisa no arquivo do STM - Jornal da Justiça


Sábado Resistente homenageia Dulce Maia de Souza, combatente da Resistência


Sábado Resistente lembra importância dos lugares de memória em lançamento de livro


Núcleo Memória convida todos para Assembleia Geral


Memorial da Resistência lança livro sobre a história do imóvel que abriga o museu


Colóquio de Direitos Humanos debate mudanças na segurança pública e no cárcere


MPF lança livro sobre crimes da ditadura civil-militar


Em maio, o Memorial da Resistência realiza debate sobre questão de gênero e violência contra a mulher no Sábado Resistente


Segurança pública e situação penitenciária em pauta no 2º dia do Colóquio de Direitos Humanos


No lançamento de “Calabouço”, um encontro entre os militantes de ontem e hoje


4º Ato Unificado Ditadura Nunca Mais


Dia Internacional pelo Direito à Verdade


Primeiro dia do Colóquio de Direitos Humanos discute fundamentos da intolerância religiosa no Brasil


Sábado Resistente estreia temporada de 2017 com plateia cheia para discutir resistência juvenil


Memorial da Luta pela Justiça promove debate sobre Intolerância Religiosa


RESLAC abre convocatória para consultores ou empresas de consultoria


Diretor do Núcleo Memória realiza visita com professores no Memorial da Resistência


Contra o desmonte da coordenadoria por Memória e Verdade do Rio de Janeiro


Apoio à atuação do Ministério Público Federal


Curso Ditadura: História Memória encerra sua 4ª edição, destinada a educadores populares


No Dia Internacional dos Direitos Humanos, II Ciclo de Cinema tem encerramento com debate sobre o tema


Último Sábado Resistente do ano recebe 90 pessoas para homenagear Sergio Motta


II Ciclo de Cinema recebe Manoel Cyrillo e Martim Sampaio


Às vésperas do dia da Consciência Negra, Sábado Resistente reúne especialistas para debater o tema


Diretor do Núcleo Memória da aula na Unifesp


Sábado Resistente emociona com homenagem ao militante Farid Helou


II Ciclo de Cinema exibe documentário sobre atuação de advogados na ditadura


Especialistas discutem a segurança pública durante e depois da ditadura em Sábado Resistente


Diretor do Núcleo fala à 80 alunos do fundamental sobre o golpe e a ditadura


Sábado Resistente tem exibição de curtas e debate sobre a tortura


II Ciclo de Cinema estreia com filme sobre a participação dos EUA na ditadura brasileira


II Ciclo de Cinema traz discussão sobre violações do Estado nos dias atuais


Antonio Espinosa participa de debate em Sábado Resistente


Núcleo Memória participa de encontro da regional de sítios de consciência


Com mais de cem pessoas, Sábado Resistente discute o papel das empresas na ditadura


Encerramento do Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Luis Nassif sobre Liberdade de Imprensa - Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Sábado Resistente discute a tortura no passado e no presente


Padre Gianfranco Grazioloa sobre Cárcere - Projeto ocupe os Direitos Humanos


Jacqueline Sinhoretto sobre violência policial - Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Memorial da Luta pela Justiça recebe visita da Clínica de Direitos Humanos da PUC


Franklin Felix sobre Comunidade LGBT - Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Leonardo Duarte e Direito da Criança e do Adolescente - Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Maurice Politi participa do Fórum Latino-Americano de Fotografia


Anivaldo Padilha sobre Justiça de Transição - Projeto Ocupe os Direitos Humanos


Sábado Resistente discute a importância dos lugares de memória


Núcleo marca presença na Mostra de Cinema e Direitos Humanos no Mundo da Universidade Metodista


Assine nossa newsletter

Siga-nos

           
todos direitos reservados ©2018